sábado, 26 de abril de 2008

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Banho com águas termais rejuvenesce a pele e alivia dores pelo corpo

Banho com águas termais rejuvenesce a pele e alivia dores pelo corpo

As compressas também são indicadas contra doenças reumáticas
Publicado em 23/4/2008





Você já pensou em incluir um banho em águas termais na sua lista de desejos? Se ainda não, é hora de mudar de idéia. Além de ser um mimo delicioso, capaz de derreter qualquer estresse, o banho ainda faz muito pela sua saúde e pela sua beleza (avaliação de beleza). Isso tudo graças aos sais minerais que enriquecem a água vinda desses lençóis subterrâneos. As água termais têm propriedades curativas e embelezadoras , afirma o professor de cosmetologia, Maurício Pupo. Aqui no Brasil, as fontes de São Pedro são as melhores e todo mundo deveria experimentar um mergulho pelo menos uma vez na vida . Numa entrevista bem detalhada, o professor indica quais os benefícios desse líquido tão especial, dá dicas para você prolongar os efeitos obtidos e ainda ensina como tirar proveito dessa água para se energizar no dia-a-dia e fala por que ela é especialmente recomendada para quem deseja ter uma pele cada vez mais jovem.

1. Qual a diferença entre a água quente do chuveiro (ou da banheira) e as águas termais?
A água do chuveiro é uma água pobre, quimicamente tratada, geralmente com pH ácido e proveniente das estações de tratamento. Já as águas termais são águas naturais, com origem nos lençóis aqüíferos subterrâneos milenares, geralmente com pH alcalino, e ricas em sais minerais.


2. Quais as propriedades das águas termais? Elas variam de uma fonte a outra?
As propriedades benéficas das águas termais dependem grandemente dos sais minerais que elas contêm. Por exemplo, a água termal brasileira da fonte de São Pedro é muito semelhante às águas termais italianas, ricas em enxofre, lítio e silício. O enxofre ajuda as celulas a se renovarem mais rapidamente, além de combater os microorganismos e as infecções (principalmente nas peles oleosas e seborréicas). O lítio age como hidratante e o silício é um potente reestruturante das camadas mais profundas da pele, conferindo firmeza e prevenindo o envelhecimento). Já as águas termais francesas são ricas em magnésio, mineral determinante para manter a vitalidade do organismo.


3. Quais as mais famosas? E a que se deve esta fama?
As águas termais mais famosas do mundo são sem dúvidas a de Sirmine e Tabiano na Itália, Uriage e Saint Honoré na França e Aix-la-Chapelle, na Alemanha. Elas se destacam justamente por serem águas obtidas de fontes naturais e por serem as mais ricas em sais minerais e oligoelementos. Quanto maior a quantidade de sais minerais, maior a capacidade de trazer benefícios à pele e à saúde humana.


4. O Brasil é um bom pólo para quem gosta desse tipo de relaxamento? Por quê?
O Brasil possui uma das melhores águas termais do mundo, na cidade de São Pedro. Pena que o brasileiro ainda não tem o hábito de usufruir das propriedades curativas e embelezadoras destas águas.

5. Que tipos de problemas de saúde podem ser aliviados com o banho termal?
Estudos científicos muito modernos comprovam os poderes das águas termais no alívio de uma série de doenças, da sinusite às doenças reumáticas, passando pelos problemas respiratórios em geral (especula-se que a melhora venha do vapor). Por outro lado, a crença popular dos antigos curadores diz que as águas termais podem curar ou ao menos aliviar os sintomas de quase todas as enfermidades. Leonado da Vinci já usava a água das fontes italianas para aliviar seu problema de gota.

6. Há algum problema em engarrafar a água para usar depois?
Sim, as pessoas sentem os efeitos mesmo depois de uma compressa feita com água termal. Geralmente nos sentimos mais relaxados, mais equilibrados, mais energizados.

7. É indicado beber esta água com fins terapêuticos?
Desde que elas sejam declaradas potáveis, não há mal algum no consumo. Aliás, todas as vezes que bebemos água mineral, estamos ingerindo água termal. Só que, geralmente, essas águas minerais que bebemos contêm um teor de sais menores do que as águas termais usadas em cosméticos.

8. O calor das fontes resseca a pele?
O calor não resseca, e sim a água quente do chuveiro somada ao sabonete. Por isso, ao sair do banho, a receita é caprichar nos hidratantes. No caso de um banho de água termal quente, dependendo do tempo que se permanecer dentro da água, pode haver ressecamento ligeiro da pele (causada pela remoção da camada de gordura). A solução também será usar um bom hidratante depois. E por que não um hidratante a base de água termal?


9. O rosto também pode ser lavado nesta água mais quente?
Sim sem dúvida. A água termal é rica em enxofre que acelera a renovação celular.

10. Depois de esfriar, a água mantém as propriedades? Por quê?
Sim, pois os sais minerais ainda estão ali. Somente uma pequena porção de gases é perdida.


11. Alguém deve evitar este tipo de banho? Por quê?
O banho com água termal não faz mal a ninguém. Mas pessoas com pressão baixa ou muito alta devem evitar o contato com águas quentes, pois o calor ajuda a pressão a se alterar.

12.Após sair do banho, como agir para que os benefícios sejam aproveitados da melhor maneira?
Enxugar a pele com uma toalha de algodão, não usar sabonetes. E, se a pele for muito seca, aplicar um hidratante feito com água termal e com óleos vegetais naturais.


RSS
Avalie esta matéria4 votos
tweet