segunda-feira, 26 de maio de 2008

Entrevista : HENRAQ Consultoria & Treinamento

ENTREVISTA: ÁGUA THERMAL
DE 26/05/2008:







Fabio T. Lazzerini = Geólogo Graduado pela UNESP em Rio Claro – SP, Pós-Graduado em Geologia Econômica pela UFRJ-RJ, Pós-Graduado em Administração e Política de Recursos Minerais pela UNICAMP – SP, Vice-Presidente da Organização Mundial de Termalismo (OMTH.com), Diretor da Sociedade Brasileira de Termalismo, Diretor da ASP – Águas de São Pedro Cosmética & Thermalismo Ltda., Consultor em Geodiversidade, Termalismo, Hidrologia, SPA e Turismo Saúde.






1. Atualmente fala-se muito em águas termais. Elas seriam mais precisamente: um produto extraído direto da natureza? modificado para uso ? ou industrializado?


As Águas Termais ou Thermais provem das Termas ou Estâncias Hidrominerais. Destes locais, são reconhecidas como águas minerais ou mineromedicinais, não necessariamente pelo seu calor, mas por suas propriedades terapêuticas em banhos e/ou ingestão.


Nas Termas onde os benefícios dermatológicos são historicamente evidentes, especialmente na França, começaram a serem envasadas em embalagens portáteis e aplicadas sobre a pele em qualquer local (mesmo longe dos balneários) sob a forma de micro gotículas ou spray, desde o século XIX.


A maioria é 100% natural, não possuindo aditivos ou preservantes e seu envase ocorre nas próprias Termas (ou atualmente SPAs = “Salus Per Aqua”).


Com a evolução da indústria cosmética para produtos cosmecêuticos ou dermocosméticos, onde buscam-se também benefícios cutâneos, muitas Termas desenvolveram linhas cosméticas inteiras tendo como excipiente ou veículo não mais a água destilada e sim as águas termais; citam-se exemplos famosos como: Vichy, La Roche-Posay, Avene, Uriage,...






2. Quais são os benefícios dessas águas? Poderia explicar suas aplicações?


Os benefícios estão na possibilidade do constante contato da pele com águas de boa qualidade e ainda com as propriedades dermatologicamente favoráveis comprovadas nas Termas; através da portabilidade e forma de aplicação que suas embalagens fornecem.


O periódico contato da pele, especialmente facial, com a água proporciona principalmente:


Limpeza, hidratação e frescor. Propriedades estas, que comprovadamente podem rejuvenescer o tecido cutâneo quando preservadas. Para as águas que já se conhecem os benefícios de aplicações para diversas dermatites os resultados podem ser ainda melhores.






3. Que produtos temos no mercado brasileiro com as águas termais?


No mercado brasileiro utilizam-se principalmente os produtos de linhas cosméticas termais francesas. Através da proposta da empresa ASP - Águas de São Pedro Ltda, de disponibilizar para as indústrias de cosméticos e magistrais uma Água Thermal de excelente qualidade e testemunhal comprovado desde a década de 40; além de seu uso como água termal, também pioneiramente se pretende como matéria-prima de produtos com apelo de marketing natural e nacional.


Visando substituir a maior parte da água das formulações como função de veículo, excipiente ou inerte para ativo, perfazendo assim com seus elementos dermatologicamente importantes o maior volume dos produtos cosméticos. Em nosso país, algumas empresas já começam a substituir os excipientes por produtos termais, por exemplo: VEER, PROLIFE, ADATINA,...


A Água Termal disponível pela mesma empresa - 100% natural brasileira - mais conhecida é a H2OS de Águas de São Pedro/SP; há 5 anos no mercado.






4. O mercado exterior já vem utilizando essa matéria prima?


Além da França e Itália, onde os estudos clínicos são mais avançados, também podem ser encontradas em diversos outros países europeus, Japão e Cuba.


Esta localização é explicada pelo maior conhecimento e aproveitamento histórico e atual do Termalismo nestes países, tanto em medicina como no bem estar (SPA), previdência e cosmética natural. Vide: www.omth.com www.sithomth.com www.thermes.org www.termasworld.com www.aguasdesaopedro.com


Uma definição mais moderna do Termalismo envolve todas as atividades interdisciplinares que façam uso de Recursos Naturais Terapêuticos (RNT), por exemplo: Águas, Climas, Lamas, Gases, Plântons, Sais, Marinhos (Talassoterapia),...






5. Como os profissionais da área cosmética têm aderido a essa novidade?


No Brasil as empresas e profissionais da área cosmética e estética estão começando a conhecer esta possibilidade e suas vantagens. Os insumos da cosmética termal seguem três grandes tendências deste setor: produtos naturais, com benefícios dermatológicos e mais aquosos ou refrescantes.


Como sugestão fica a necessidade de uma abordagem mais interdisciplinar para se obter proveito deste setor, havendo a necessidade de conhecimentos compartilhados e trabalhos conjuntos de profissionais de diferentes áreas, por exemplo: médicos, farmacêuticos, fisioterapeutas, químicos, cosmetólogos, esteticistas, nutricionistas, turismólogos, geólogos, biólogos,...






6. Qual sua previsão de futuro com relação as águas?


Com a atual preocupação com a escassez das águas e a grande diversidade de fontes hidrominerais brasileiras inexploradas, pode-se esperar que ao melhor conhecer e aproveitar mais racionalmente nossas águas, aumentando seu valor econômico. Este tipo de uso das águas pode contribuir em sua preservação e valorizar cada vez mais nossos recursos hídricos, podendo ser consideradas como nossas “Águas Preciosas”.






7. Como o meio ambiente pode interferir nesse futuro?


A Biodeversidade está sendo de grande valor no auxílio da conscientização, valoração e preservação do meio ambiente; da mesma maneira, a Hidrodiversidade também pode ser. Para tanto, em ambos os casos é fundamental se aprofundar conhecimentos, pesquisas e possibilidades de usos sustentáveis. Observa-se finalmente que as principais ocorrências destas águas estão próximas a centros urbanos, onde a situação de preservação é mais delicada, mesmo das águas subterrâneas.


O conjunto das atividades relacionadas ao Termalismo podem oferecer novas oportunidades de desenvolvimento econômico e com certeza das que causam menos impactos ao meio ambiente ou seja mais sustentáveis; por exemplo: Turismo, Bem estar (“wellness, SPA, Resorts”), Saúde, Previdência, Beleza e Rejuvenescimento.

Nenhum comentário: